2016/05/30

Interpretação de Levítico 11

Interpretação de Levítico 11

Interpretação de Levítico 11




Levítico 11

As Leis da Pureza. 11:1 - 15:33.
Os meios de manutenção e restauração da pureza cerimonial são apresentados nos capítulos seguintes. As instruções referem-se ao comer da carne dos animais, contato com os mortos (tanto seres humanos como animais), parto e imundícia das pessoas, vestimentas, mobiliário e casas. Embora um dos resultados de todos esses regulamentos fosse a preservação da saúde, não é a mesma coisa que dizer que a preservação da saúde fosse a motivação. As leis não podem ser assim racionalizadas. Em todas as nações e religiões da antiguidade encontra-se um contraste divisório entre a pureza e a imundícia de certas criaturas, substâncias e situações. Havia uma propriedade relacionada com algumas e uma impropriedade relacionada com outras. Não se declara nenhuma razão para tal especificação e ao que parece não havia necessidade disso. Não muitas destas restrições se aplicam aos dias de hoje, mas podem ser lidas com interesse e pode-se reconhecê-las como regulamentos que ajudavam a manter tanto a saúde física de Israel quanto, ao mesmo tempo, separá-la na qualidade de nação diferente das outras nações idólatras ao seu redor.
Levítico 11
1. O Que Podia ser Comido ou Tocado. 11:1-47.
2. São estes os animais que comereis. Cons. Dt. 14:3-8. Embora a passagem em Deuteronômio apresente uma lista dos animais limpos (teihor) como também dos imundos (teime), a passagem correspondente em Levítico apresenta apenas a lista dos imundos. O critério da pureza, contudo, está indicado em ambas as passagens; o animal tinha de possuir casco fendido e também ser ruminante.
5. O arganaz (sheipein) é um coelho ou texugo encontrado em lugares rochosos, um animal muito tímido, que habita em cavernas ou fendas. Nem o coelho nem a lebre (v. 6) são ruminantes, embora o constante movimento de seus maxilares dê esta impressão.
8. Da sua carne não comereis. O animal imundo não devia ser comido, nem o seu cadáver devia ser tocado (v. 39 inclui o cadáver de animais limpos que morreram de causa natural).
9. De todos os animais que há nas águas, comereis. Cf. Dt. 14:9, 10. As restrições nos versículos seguintes referentes a criaturas que vivem nas águas, ao que parece excluem todos os mariscos e as enguias.
13. Das aves estas abominareis. Cons. Dt. 14:11-18. Certas aves são proibidas, sendo citadas por nome, mas sem a explicação do fator que as desqualifica. Nem todas as aves mencionadas podem ser identificadas com certeza.
20. Todo inseto que voa, que anda sobre quatro pés, embora os insetos na realidade andem sobre seis pés. Cons. Dt. 14:19,20.
21. Mas de todo inseto que voa, que anda sobre quatro pés. O grilo, a locusta e o gafanhoto são permitidos. Em algumas partes do mundo continuam sendo usados como alimento.
24. Qualquer que tocar os seus cadáveres. Contato com as carcaças dos animais proibidos, criaturas aquáticas e criaturas aladas produzia contaminação até o fim daquele dia, e exigia a lavagem das vestes.
29. Estes vos serão imundos. Animais imundos de tamanho menor são acrescentados à lista.
32. Será imundo até a tarde. Qualquer objeto se tornava imundo quando entrava em contato com as criaturas imundas enumeradas, e tinha de ser lavado para poder ser novamente usado.
33. E todo vaso de barro. Se o objeto fosse de cerâmica, entretanto, não bastava ser lavado. Tinha de ser destruído.
36. A fonte . . . será limpa. O poço ou fonte tinha um suprimento continuo de água limpa que tendia a purificá-los.
39. Cons. comentário sobre o versículo 8.
44. Eu sou o Senhor vosso Deus. A motivação para a observância das restrições enumeradas acima era a glória de Deus, que fora visto por Israel em atos poderosos realizados em seu beneficio. Tinham de ser um povo peculiar, guardando uma aliança que lhes lembraria sempre o seu relacionamento com Deus. Através de Jesus Cristo ficou inteiramente revelado que o espírito de um individuo determina a sua obediência. (Mt. 15:11).

Índice: Levítico 1 Levítico 2 Levítico 3 Levítico 4 Levítico 5 Levítico 6 Levítico 7 Levítico 8 Levítico 9 Levítico 10 Levítico 11 Levítico 12 Levítico 13 Levítico 14 Levítico 15 Levítico 16 Levítico 17 Levítico 18 Levítico 19 Levítico 20 Levítico 21 Levítico 22 Levítico 23 Levítico 24 Levítico 25 Levítico 26 Levítico 27

Nenhum comentário:

Postar um comentário