2017/11/30

Atos 25 — Comentário Devocional

25.1-9 - Embora dois anos tivessem passado, os líderes judeus ainda procuravam um modo de matar Paulo. Falaram a Festo a respeito do apostolo o tentaram convencê-Io a realizar o julga mento em Jerusalém (para que pudessem preparar uma emboscada). Porém Deus, por intermédio de Paulo, frustrou novamente os planos deles.

25.10,11 - Todo cidadão romano tinha o direito a apelar para César. Isto não significava que o próprio Imperador de Roma julgaria o caso, mas que o caso seria julgado pelos mais altos tribunais do império. Festo viu o apelo de Paulo como um meio de enviá-lo para fora da Judeia e acalmar os judeus. Paulo que ria ir a Roma para pregar as Boas Novas (Rm 1.10); e sabia que seu apelo lhe daria tal oportunidade. Ir a Roma como prisioneiro era melhor do que não ir.

25.11 - Paulo sabia que era inocente e podia apelar para o julga mento de César. Conhecia seus direitos como cidadão romano e homem inocente. Paulo estava em dia com suas responsabilidades cívicas, por isso pôde reivindicar a proteção de Roma. A boa reputação e a consciência limpa que resultam de nossa caminhada com Deus podem ajudar-nos a permanecer inculpáveis diante de Deus e do mundo.

25.13 - O Rei Agripa era Herodes Agripa II, filho de Herodes Agripa l, descendente de Herodes, o Grande. Ele tinha poder sobre o Templo, controlava os tesouros e podia nomear e destituir o sumo sacerdote. Berenice era irmã de Herodes Agripa II. Ela se casou com o tio. Herodes de Cálcis, tornou-se uma concubina do irmão dela. Agripa II, e depois foi amante de Tito, filho do imperador Vespasiano. No episódio aqui narrado. Agripa e Berenice faziam uma visita oficial a Festo. Agripa, de descendência judaica, poderia ajudar a esclarecer o caso de Paulo ao governador romano. Agripa e Festo estavam ansiosos por cooperar com a administração dos territórios vizinhos.

25.19 - Embora Festo soubesse pouco sobre o cristianismo, de alguma maneira sentiu que a ressurreição era o ponto central da fé cristã.

25.23ss - Paulo estava na prisão, mas isso não o impediu de tirar proveito de sua situação. Os oficiais militares e os líderes proeminentes da cidade encontraram-se com Agripa no auditório para ouvir o caso do apóstolo. Paulo viu neste novo público outra oportunidade de apresentar as Boas Novas. Em vez de reclamar sobre a sua situação presente, procure meios para usar todas as oportunidades para servir a Deus e compartilhar o evangelho com outras pessoas. Seus problemas podem ser oportunidades disfarçadas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário