Estudo sobre Efésios 1:13-14

Estudo sobre Efésios 1:13-14

Estudo sobre Efésios 1:13-14

Nós notamos que o grande plano que Paulo está apresentando em sua carta aos Efésios envolve todas as três pessoas da Trindade. Desde a eternidade, Deus o Pai escolheu os eleitos em Cristo. Mas esse conselho eterno de Deus, centrado em Cristo, encontra seu cumprimento no tempo - quando o Espírito Santo faz sua obra especial de levar as pessoas à fé em Cristo através da mensagem do evangelho.

Paulo direciona nossa atenção para esta obra do Espírito quando ele desloca os holofotes da graça que Deus mostrou aos judeus para a mesma graça que Deus mostrou aos gentios. Paulo coloca os crentes efésios gentios ao lado dos crentes judeus quando ele declara: “E você também foi incluído em Cristo quando ouviu a palavra da verdade, o evangelho da sua salvação”.

Não só o Espírito Santo levou os efésios à fé, mas a sua presença em seus corações serve a outro propósito. “Tendo acreditado”, Paulo diz, “você estava marcado nele [Cristo] com um selo, o prometido Espírito Santo.” Os efésios têm um selo: tendo o Espírito Santo em seus corações. Nos tempos antigos, um selo era o sinal da propriedade. Para um cristão portar o selo do Espírito Santo é um indicador de que ele ou ela pertence a Deus. Essa é uma bênção presente.

Mas Paulo aponta para outra bênção vinda da presença do Espírito em nossos corações pela fé. Nós temos garantia para o futuro. O apóstolo descreve o Espírito como “um depósito que garante nossa herança até a redenção daqueles que são propriedade de Deus”.

Um depósito, um adiantamento, é a primeira parcela de uma transação e garante que o restante da obrigação também será cumprido. O fato de que Deus deu seu Espírito Santo em nossos corações pela fé no tempo presente é uma garantia de que o restante da promessa de Deus também estará próxima. É sua garantia que ele vai manter nossa herança no céu para nós “até a redenção [o livramento final] daqueles que são propriedade de Deus.” Por uma passagem paralela que fala do Espírito Santo, tanto como um selo indicando o presente de Deus propriedade do crente e como garantia de futuras bênçãos com Deus no céu, ver 2 Coríntios 1:21, 22.

Mais uma vez, pela terceira vez nesta seção, Paulo nos diz por que Deus nos derramou todas essas bênçãos: dar-nos motivo para agradecer e louvá-lo. Tudo isso é “para o louvor da sua glória”.

Aprofunde-se mais! 

Fonte: Panning, A. J. (1997). Galatians, Ephesians. The People’s Bible (p. 136). Milwaukee, Wis.: Northwestern Pub. House.