2015/11/16

Hebreus 1 — Explicação das Escrituras

Hebreus 1 — Explicação das Escrituras

Hebreus 1 — Explicação das Escrituras



Hebreus 1

1.1 — Hebreus começa como tese, prossegue como sermão e conclui como carta. A revelação de Deus é concedida em dois estágios: pelos profetas do At e por meio de Cristo no NT. João 1.1 afirma que Cristo é a Palavra (logos) de Deus; Hb 1.1,2 declara que Ele é a palavra final. Sua pessoa determina a interpretação da Palavra de Deus falada. Pelos profetas. Lit. “nos profetas” indicando a inspiração clara do AT.
1.2 Últimos dias. A vinda do Messias dá inicio ao período escatológico. Falou. O uso do aoristo no grego indica finalidade. Pelo Filho. Falta o artigo no grego. Deus se revelou ”filialmente”.
1.2b-3 Sete declarações acerca de Cristo revelam Sua majestade e poder: 1) Cristo é herdeiro de todas as coisas (Ef 1.20-23). 2) Ele é o agente da Criação (cf. Jo 1.3). 3) Ele é o brilho que irradia de Deus que é luz (1 Jo 1.5). 4) Ele manifesta a verdadeira natureza de Deus (2 Co 4.4; Cl 1.5). 5) Sua palavra poderosa sustenta o universo (Cl 1.17). 6) Ele é o sacerdote que oferece a si mesmo como Sacrifício para purificar os pecados (Jo 1 29). 7) Ele ocupa o trono soberano à direita de Deus (Sl110.1; Ef 4.10). Assentou-se. Cristo, o Sumo Sacerdote, assentou-se porque Sua obra foi consumada. Os sacerdotes judaicos continuam em pé (10.11).
1.5-13 — Sete passagens citadas do AT sustentam o argumento que Cristo é superior aos anjos. • N. Hom. A Superioridade de Cristo. 1) Sendo Deus, o Filho primogênito, os anjos O adoram (5, 6), 2) Sendo Deus, onipotente Rei, os anjos Lhe obedecem (7-9). 3) Sendo Deus, eterno Criador, os anjos O servem (10-14).
1.6 — Introduzir. Pode referir-se à Segunda Vinda, ainda no futuro.
1.7 Este v. destaca o contraste entre as posições de Cristo e dos anjos ou a distinção entre a eternidade daquele e o evanescer destes.
1.9 Companheiros. São os “muitos filhos” (2.10) conduzidos à gloria.
1.10 Há distinção de natureza entre a Criação e o Criador. Deus não necessita do universo, mas a Criação não pode existir sem Deus. Na LXX (Septuaginta), que Hebreus cita, Deus Se dirige ao Filho, chamando-O Senhor” (cf. também Sl 110.1).
1.14 O serviço dos anjos ministradores tem como objetivo o benefício dos herdeiros da salvação, i.e., os cristãos.



Nenhum comentário:

Postar um comentário