Explicação de Ezequiel 42

Ezequiel 42

42:1-12 O profeta já recebeu muitas informações detalhadas, e nós com ele, mas há mais por vir. Neste capítulo, Ezequiel recebe informações sobre as câmaras sacerdotais do templo (Ez 42:1-12), o propósito dessas câmaras (Ez 42:13-14), e as medidas da área ao redor do complexo do templo (Ez 42:15-20).

Novamente, desta seção, a tradução não é universalmente certa. Isso já foi observado antes (veja a introdução à explicação de Ezequiel 40-48), mas é bom apontar novamente aqui. Isso requer cautela na interpretação e aplicação. Também requer vigilância extra por parte do leitor. Ele fará bem em imitar os crentes em Bereia, que receberam “com grande avidez” o que ouviram de Paulo, “examinando diariamente as Escrituras [para ver] se estas coisas eram assim” (Atos 17:11).

O Homem traz Ezequiel para fora do pórtico novamente para fora do templo, para o pátio externo, para o lado norte (Ez 42:1). De costas para o lado norte da casa do templo, Ezequiel olha para o norte e vê um prédio com câmaras. O comprimento do edifício é de cem côvados e a largura de cinquenta côvados (Ez 42:2). O edifício está do outro lado do pavimento do pátio interno vinte côvados ao norte do templo. Tem três andares ou galerias (Ez 42:3).

Antes das câmaras corre um amplo corredor ou espaço de dez côvados de largura (Ez 42:4). Isso provavelmente divide o edifício em duas partes. As entradas do edifício estão viradas a norte. Os andares do edifício são mais curtos ou mais estreitos em direção ao topo (Ez 42:5). O primeiro andar ou andar intermediário é mais estreito que o andar térreo e o segundo andar ou andar superior é novamente mais estreito que o andar intermediário. Isso se deve à estabilidade do edifício, pois não se apoia em pilares (Ez 42:6). A ideia é provavelmente que cada história é a base da próxima história.

são construídos os três andares das câmaras laterais do lado de fora do templo (Ez 41:6-7). Se tentarmos considerar qual pode ser a aplicação espiritual aqui, é óbvio pensar no inverso também aqui. Há crescimento espiritual, um aumento “na graça e no conhecimento de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo” (2Pe 3:18), quando estudamos a Palavra de Deus. Ao fazê-lo, haverá uma consciência crescente de quão grande Ele é e quão pequenos somos em comparação a Ele, quão pouco sabemos em relação a Ele que é o Onisciente.

Podemos mergulhar em Seu amor, conhecê-lo, e ao mesmo tempo perceber que esse amor está além do nosso conhecimento (Ef 3:19; Rm 11:33-36), de modo que sentiremos fortemente nossa pequenez. Paulo, que foi ensinado por Deus de uma maneira especial sobre as bênçãos espirituais, diz isso apropriadamente de si mesmo assim: “A mim, o menor de todos os santos, foi dada esta graça de pregar aos gentios as insondáveis riquezas de Cristo”. (Ef 3:8).

Em frente às câmaras voltadas para o pátio externo corre uma parede de cinquenta côvados de comprimento (Ez 42:7). Este comprimento corresponde ao comprimento das câmaras pertencentes ao pátio externo (Ez 42:8). Presume -se que esta parede serve para esconder os padres, quando trocam de roupa, da vista de quem está no pátio exterior. A construção de câmaras que fica ao lado do templo tem cem côvados de comprimento. As câmaras têm uma entrada para o leste, para que se possa entrar pelo pátio externo (Ez 42:9).

Do lado sul do templo, na mesma disposição e com as mesmas dimensões, encontram-se câmaras semelhantes às do lado norte (Ez 42:10-12). Seus tamanhos, saídas, móveis e entradas são semelhantes às câmaras do norte.

42:13-14 Então o Homem fala pela quarta vez. Ele explica a Ezequiel para que servem as câmaras do norte e do sul que Ele acabou de medir (Ez 42:13). Eles são para os sacerdotes que se aproximam do Senhor para comer as ofertas ali. Eles são “câmaras sagradas” porque as “coisas santíssimas” são comidas lá (cf. Lv 6:26). Os sacerdotes podem comer da “oferta de cereais, da oferta pelo pecado e da oferta pela culpa” (Lv 6:17Lv 6:24-29Lv 7:6). A oferta de paz não é mencionada aqui porque as pessoas também podem comer dela. O holocausto também não é mencionado, porque toda essa oferta é para o Senhor.

Quando os sacerdotes terminarem de comer, o Homem declara ainda, eles devem tirar as roupas com que estavam servindo e vestir suas roupas comuns novamente (Ez 42:14). As vestes sacerdotais devem ser usadas apenas no templo e no pátio interno, isto é, somente quando os sacerdotes estão de serviço. Quando estão no meio das pessoas comuns, devem usar roupas comuns. As vestes sacerdotais são de linho, com turbante de linho e calças de linho (Ez 44:17-19).

Comer se refere aqui à comunhão com Deus. Comer também é um alimento que fortalece nossos corpos. Quando nos reunimos para prestar serviço sacerdotal, nos engajamos na coisa mais sagrada que existe. Usamos roupas sagradas em um ambiente sagrado em uma atmosfera sagrada. Somos as mesmas pessoas lá como na vida cotidiana, mas de uma maneira especial.

Podemos aplicar as vestes de linho fino usadas na presença de Deus às vestes da salvação, para sermos vestidos com Cristo. Nele somos perfeitos, santos e imaculados, e assim podemos comparecer diante de Deus. Entramos em Sua presença não em virtude de nossa própria justiça, mas como agradáveis em Seu Filho (Ef 1:6). Com essa roupa podemos servi-Lo e honrá-Lo por toda a eternidade.

Essas roupas não são para o mundo. Isso é simbolizado em tirar essas roupas e colocar roupas adequadas ao nosso comportamento no mundo (para evitar mal-entendidos, é claro, isso não significa que nos adaptamos ao mundo). Somos ordenados a deixar nossa luz brilhar e mostrar boas obras, adornando os ensinamentos de Cristo e proclamando as virtudes de Deus.

As roupas simbolizam o que é visto de nós, seja por Deus ou pelos homens. Um tipo de vestimenta simboliza nossa posição e comportamento no santuário e o outro tipo de vestimenta simboliza nosso comportamento no mundo. No santuário somos um sacerdócio santo; no mundo somos um sacerdócio real (1Pe 2:51Pe 2:9). No santuário estamos diante de Deus e falamos com Ele sobre o Senhor Jesus. Desse sacerdócio o mundo não entende nada. No mundo estamos diante das pessoas e mostramos a elas quem é Deus. Fazemos isso na família, no ambiente em que vivemos, no trabalho e na escola.

Notas Adicionais:

 42.1 O heb aqui é difícil de interpretar, mas deve se tratar de umas celas que estavam defronte à área do templo do lado do norte, isto é, “opostas à área separada da parte do edifício que olha para o norte”. Estas celas acompanhavam a linha do muro exterior do conjunto inteiro, tanto no lado do norte (o lado direito do templo) como no lado do sul (13). As celas correspondem às câmaras do muro oriental do átrio, o muro que fica defronte à entrada do templo (40.17).

42.4 Um passeio. Igual ao pavimento defronte às câmaras que encostavam contra o muro oriental (40.17).

42.7 A interpretação das medidas não é fácil, mas é provável que a medida de cinquenta côvados se refira à fileira ininterrupta de câmaras que havia a cada lado da portaria que havia bem no meio do muro exterior, e que cada muro, o do norte, o sul e o do oriente, tinham cem côvados dessas câmaras. O muro ocidental nada tinha, visto que a parte traseira do templo encostava contra ele com o edifício separado que enchia o espaço entre o Santo dos Santos e o do muro atrás do conjunto inteiro (41.12).

42.10 Havia também celas. Não se definem a utilidade dessas celas do lado oriental, mas é provável que é para a conveniência do poder cívico (46.1-3).

42.13 As câmaras destes dois lados têm seu uso definido; nunca mais as pessoas consagradas, nem as coisas delicadas, teriam a possibilidade de se confundir com as coisas do mundo.

Índice: Ezequiel 1 Ezequiel 2 Ezequiel 3 Ezequiel 4 Ezequiel 5 Ezequiel 6 Ezequiel 7 Ezequiel 8 Ezequiel 9 Ezequiel 10 Ezequiel 11 Ezequiel 12 Ezequiel 13 Ezequiel 14 Ezequiel 15 Ezequiel 16 Ezequiel 17 Ezequiel 18 Ezequiel 19 Ezequiel 20 Ezequiel 21 Ezequiel 22 Ezequiel 23 Ezequiel 24 Ezequiel 25 Ezequiel 26 Ezequiel 27 Ezequiel 28 Ezequiel 29 Ezequiel 30 Ezequiel 31 Ezequiel 32 Ezequiel 33 Ezequiel 34 Ezequiel 35 Ezequiel 36 Ezequiel 37 Ezequiel 38 Ezequiel 39 Ezequiel 40 Ezequiel 41 Ezequiel 42 Ezequiel 43 Ezequiel 44 Ezequiel 45 Ezequiel 46 Ezequiel 47 Ezequiel 48